Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Brasil

Rio de Janeiro. Operação no complexo do Alemão faz pelo menos 18 mortos

22 jul, 2022 - 10:08 • Redação com agências

Moradores da favela denunciam ataque desmesurado. Bolsonaro lamenta morte de agente da polícia sem citar mais nenhuma vítima.

A+ / A-

A polícia militar brasileira avançou esta sexta-feira que uma operação contra o crime organizado executada ontem numa das maiores favelas do Rio de Janeiro, o Complexo do Alemão, resultou em pelo menos 18 mortos, entre eles um agente da polícia, uma mulher de 50 anos e 16 homens.

Cerca de 400 membros das forças de elite das polícias militar e civil entraram com carros blindados e quatro helicópteros no Alemão, uma extensa área de favelas no norte do Rio, numa operação contra um alegado grupo criminoso dedicado ao roubo de bancos e veículos de carga.

Segundo a Defensoria Pública e a Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil, citados pela AFP, o número de mortos ascende aos 20, incluindo o agente da polícia e a moradora de 50 anos.

A moradora já foi identificada como Letícia Marinho de Sales, com os seus familiares a acusarem a política de ser responsável pela sua morte, por terem aberto fogo contra o carro em que seguia com o companheiro, Denilson Glória.

Em conferência de imprensa, o coronel Rogério Lobasso, responsável da polícia militar na operação, rejeitou para já responsabilidades, dizendo que a morte "está sob investigação", porque ainda não se sabe "a dinâmica de como ocorreu".

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, já reagiu ao acontecimento, lamentando a morte do agente Bruno da Paula Costa, sem citar qualquer outra das vítimas.

"[O policial] foi vitimado por um confronto com bandidos", declarou numa transmissão ao vivo nas redes sociais, queixando-se das dificuldades judiciais enfrentadas para se executarem operações deste calibre em favelas.

Moradores do Complexo do Alemão denunciam um ataque desmesurado das forças de segurança que incluiu invasões de residências e que culminou na morte de pelo menos uma inocente.

A operação de quinta-feira no Alemão é a segunda ação policial altamente letal a ter lugar em favelas do Rio de Janeiro no espaço de dois meses, depois de uma operação em maio na Vila Cruzeiro ter resultado em 25 mortos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+