Tempo
|
A+ / A-

Kevin Spacey declara-se inocente face a acusações de agressão sexual

14 jul, 2022 - 12:15 • Olímpia Mairos com Reuters

Em causa estão cinco crimes de agressão sexual que terão ocorrido no Reino Unido entre março de 2005 e abril de 2013. O julgamento ficou marcado para 6 de junho do próximo ano.

A+ / A-

O ator Kevin Spacey declarou-se, esta quinta-feira, inocente dos crimes de agressão sexual ocorridos há quase duas décadas de que está acusado, e que serão julgados a 6 de junho do próximo ano.

Vencedor de um Óscar de Melhor Actor e de um Óscar de Melhor Actor Secundário, Spacey é acusado de cinco crimes que terão ocorrido no Reino Unido entre março de 2005 e abril de 2013, altura em que ele foi diretor artístico no teatro Old Vic, em Londres. Enfrenta quatro acusações de agressão sexual, e uma acusação de atividade sexual com penetração não consentida.

O ator de 62 anos foi acusado na sequência de uma investigação iniciada pela polícia inglesa em 2017.

Quatro dos crimes terão ocorrido na capital do país e um em Gloucester. As vítimas são um homem, que hoje terá 40 anos, e dois homens que rondarão os 30 anos de idade.

Presente esta manhã ao tribunal central criminal de Old Bailey, em Londres, Kevin Spacey respondeu com voz clara e audível “inocente” a cada uma das acusações com que foi confrontado.

De óculos e fato azul-claro, permaneceu impassível no banco dos réus durante a audiência de 20 minutos.

“Obrigado, meu Deus”, disse ao juiz no final da audiência. O tribunal não determinou quaisquer medidas de coação.

Se for condenado por agressão sexual, o ator de Beleza Americana pode ter de cumprir uma pena de seis meses de prisão ou ficar sujeito ao pagamento de uma multa sem limite pecuniário.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+