Tempo
|
A+ / A-

Tropas ucranianas com ordem para sair de Severodonetsk

24 jun, 2022 - 08:24 • Lusa

Kiev reconheceu nos últimos dias que a luta na cidade se trata "casa a casa", admitindo o avanço e a superioridade das tropas russas.

A+ / A-

As forças ucranianas vão "provavelmente" ter de retirar-se de Severodonetsk, cidade no leste na Ucrânia "bombardeada 24 sobre 24 horas" pelas forças russas, admitiu o governador regional de Lugansk a uma televisão de Kiev.

"Provavelmente vai ser precisa uma retirada", avançou Serguei Gaidai ao canal de televisão 1+1, numa altura em que a cidade está parcialmente sob o controlo da Rússia.

Neste momento, a situação militar é dinâmica e não é possível a confirmação independente de todas as informações que chegam da região.

Anteriormente, o mesmo responsável afirmava através da rede social Telegram que as forças ucranianas tinham conseguido conter as forças russas em algumas zonas de Severodonetsk, um ponto estratégico do leste da Ucrânia que pode permitir à Rússia o controlo de toda a região oriental do país.

O governo da Ucrânia reconheceu nos últimos dias que a luta na cidade de Severodonetsk se trata "casa a casa", admitindo o avanço e a superioridade das tropas russas.

O Kremlin informou que as tropas ucranianas foram "severamente dizimadas em Severodonetsk" e só resistem "entrincheiradas nas zonas industriais" da cidade.

A ofensiva militar lançada a 24 de fevereiro pela Rússia na Ucrânia já matou 4.662 civis, de acordo com dados da ONU, que sublinha que os números reais poderão ser muito superiores. O conflito levou ainda à fuga de mais de 15 milhões de pessoas de suas casas, 7,7 milhões das quais para os países vizinhos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+