Tempo
|
A+ / A-

Monkeypox

OMS. Varíola dos macacos já tem transmissão comunitária e haverá mulheres infetadas

08 jun, 2022 - 17:22 • Hugo Monteiro

Diretor-geral da Organização Mundial da Saúde admite preocupação, mas diz que ainda é possível travar o avanço da doença.

A+ / A-

A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirma as suspeitas de transmissão comunitária de varíola dos macacos em alguns países não endémicos. A OMS revela ainda que já haverá casos de infeção pelo vírus Monkeypox em mulheres.

Em conferência de imprensa, o diretor-geral, Tedros Gebreyehsus, avançou que estão confirmados mais de mil casos da doença em 29 países.

“Mais de mil casos confirmados de varíola dos macacos já foram relatados à OMS, em 29 países não endémicos. Até agora, nenhuma morte foi relatada nestes países.

A maioria dos casos relatados da doença foi identificada em homens, mas alguns países começam a relatar casos de aparente transmissão comunitária, incluindo alguns casos em mulheres”, declarou.

O diretor-geral da OMS assume preocupação com o risco que o vírus pode representar para grávidas e para crianças, mas diz estar convicto de que ainda é possível travar o avanço da doença.

“O risco de varíola dos macacos se estabelecer em países não endémicos é real. A OMS está particularmente preocupada com os riscos deste vírus para grupos vulneráveis como crianças e grávidas. Mas este cenário pode ser evitado”, defendeu neta quarta-feira.

Em Portugal, há 191 casos confirmados de Monkeypox – mais 25 do que ontem, terça-feira.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+