Tempo
|
A+ / A-

Artista russo enfrenta acusação por questionar guerra com a Ucrânia durante concerto

20 mai, 2022 - 00:47 • Lusa

Yuri Shevchuk enfrenta uma multa de até 50.000 rublos (cerca de 756 euros).

A+ / A-

O vocalista da banda de rock russa DDT foi acusado, esta quinta-feira, de desacreditar o Exército da Rússia, ao questionar os objetivos da invasão da Ucrânia durante um concerto.

As acusações contra Yuri Shevchuk, vocalista da banda DDT, foram encaminhadas esta quinta-feira para um tribunal administrativo.

Yuri Shevchuk enfrenta uma multa de até 50.000 rublos (cerca de 756 euros).

Após o início da invasão russa da Ucrânia, o regime russo aprovou uma lei mais severa contra a disseminação de "notícias falsas" sobre o conflito, que pode resultar em penas até 15 anos de prisão.

Durante um concerto na cidade de Ufa, que decorreu esta quarta-feira, o vocalista questionou os objetivos da guerra e porque é que os jovens russos e ucranianos estão a lutar e a morrer numa guerra que também está a vitimar civis.

"Velhos, mulheres e crianças estão a morrer. Para algum tipo de planos napoleônicos do nosso último César, é isso?", questionou.

"A pátria, meus amigos, não é o rabo de um presidente que vocês têm que lamber e beijar o tempo inteiro. A pátria é uma avó pobre que vende batatas na estação de comboios. Essa é a pátria", acrescentou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+