Tempo
|
A+ / A-

NATO. Joe Biden recebe líderes suecos e finlandeses

19 mai, 2022 - 05:33 • Lusa

Suécia e Finlândia já apresentaram pedido de adesão à Aliança Atlântica.

A+ / A-

O Presidente norte-americano, Joe Biden, recebe hoje em Washington a primeira-ministra da Suécia, Magdalena Andersson, e o Presidente da Finlândia, Sauli Niinistö, um dia depois de Estocolmo e Helsínquia terem apresentado formalmente os pedidos de adesão à NATO.

Na véspera deste encontro, Joe Biden afirmou que saudava "calorosamente" e apoiava nos termos mais fortes as duas candidaturas, classificadas como históricas uma vez que põem termo à posição de neutralidade e de não-alinhamento dos dois países nórdicos.

"Enquanto os seus pedidos de adesão à NATO estão a ser considerados, os Estados Unidos trabalharão com a Finlândia e com a Suécia para permanecerem vigilantes contra quaisquer ameaças à nossa segurança comum, e para deter e responder a qualquer agressão ou ameaça de agressão", acrescentou, na quarta-feira, Joe Biden.

Historicamente não-alinhados, Suécia e Finlândia há vários anos que colaboram com a NATO, mas a invasão russa da Ucrânia levou os Governos dos dois países a repensarem o seu posicionamento face à Aliança Atlântica.

A adesão à NATO obriga o país candidato a um verdadeiro exame de entrada, durante o qual deve convencer todos os atuais 30 Estados-membros, onde figura a Turquia que já manifestou várias reservas, do seu contributo para a segurança coletiva e da sua capacidade de cumprir as obrigações.

A entrada da Suécia e da Finlândia na NATO implica aprovação por unanimidade dos atuais Estados-membros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+