Tempo
|
A+ / A-

Covid-19. Coreia do Norte com quase 1,5 milhões de casos em cinco dias

17 mai, 2022 - 06:36 • Lusa

Mais de 1,3 milhões de pessoas, entre profissionais de saúde e trabalhadores de outras áreas, estão envolvidos na testagem e no tratamento de doentes.

A+ / A-

A Coreia do Norte registou seis novas mortes e atingiu mais de 1,48 milhões de casos de "febre", cinco dias após ter admitido o primeiro caso de Covid-19.

Segundo a agência de notícias oficial norte-coreana, o país detetou mais 269.510 pessoas com "febre", sendo que atualmente estão em quarentena, pelo menos, 663.910 doentes com sintomas.

Desde que admitiu o primeiro caso de Covid-19, em 12 de maio, o país registou 56 mortes, sendo que mais de 819 mil pessoas recuperaram da doença.

A KCNA disse que quase 11 mil profissionais de saúde, incluindo professores e estudantes de medicina, foram destacados para realizar um "exame médico intensivo de todos os habitantes" e identificar infetados.

A agência disse que as forças armadas enviaram médicos para ajudar no transporte de medicamentos para farmácias na capital, Pyongyang, que passaram a ficar abertas 24 horas por dia.

As unidades do exército "expressaram sua vontade de transmitir os medicamentos preciosos, elixir da vida, associados ao grande amor de (o líder norte-coreano) Kim Jong Un pelo povo", referiu a KCNA.

Não foi revelado que tipo de medicamento está a ser administrados aos doentes.

Mais de 1,3 milhões de pessoas, entre profissionais de saúde e trabalhadores de outras áreas, estão envolvidos na testagem, no tratamento de doentes e em ações de sensibilização da população para questões relacionadas com a higiene, disse no domingo a KCNA.

"Como o país ainda não iniciou a vacinação existe o risco de que o vírus se espalhe rapidamente entre as massas, a menos que seja reduzido com medidas imediatas e apropriadas", disse Poonam Khetrapal Singh, diretor regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para o Sudeste Asiático.

Num comunicado, o especialista disse que a OMS está pronta para fornecer à Coreia do Norte medicamentos essenciais, materiais médicos e apoio técnico para aumentar a testagem.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+