Tempo
|
A+ / A-

Cuba

Sobe para 46 o número de mortos devido a explosão num hotel de Havana

14 mai, 2022 - 00:44 • Lusa

Autoridades tentam encontrar sobreviventes da explosão no Hotel Saratoga em Havana, Cuba. Foto: Ernesto Mastrascusa/EPA

A+ / A-

Um homem gravemente ferido na explosão acidental num hotel de luxo no centro de Havana, a 6 de maio, morreu devido aos ferimentos, elevando para 46 o número de mortos neste incidente, informou esta sexta-feira o ministério cubano da Saúde.

Esta nova morte ocorre quando o país iniciou um luto nacional desde a madrugada deste sábado, que terminará à meia-noite.

Uma vigília noturna está marcada para esta noite em frente ao Saratoga Hotel.

O número de mortos no acidente é de 46, incluindo quatro crianças, uma mulher grávida e um turista espanhol de 29 anos.

Na quinta-feira, os bombeiros anunciaram a descoberta do corpo da última pessoa desaparecida nos escombros do hotel, do qual vários andares foram destruídos por uma explosão de um depósito aquando do abastecimento de gás por um camião-cisterna.

Nove adultos, três em estado grave, e quatro crianças, duas das quais também em estado grave, permanecem no hospital e 40 outras pessoas feridas com menor gravidade voltaram para casa.

O Saratoga, conhecido por receber várias celebridades nos últimos anos, incluindo Mick Jagger, Beyoncé e Madonna, estava fechado há dois anos devido à pandemia, e preparava-se para reabrir ao público em 10 de maio, após reformas.

Construído em 1880 para abrigar lojas, o prédio foi transformado em hotel em 1933 e tornou-se num estabelecimento de luxo em 2005.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+