Tempo
|
A+ / A-

Guerra na Ucrânia

Rússia anuncia cessar-fogo em Azovstal

04 mai, 2022 - 19:50 • Ricardo Vieira, com agências

Presidente ucraniano apela à intervenção de António Guterres para tentar salvar os feridos que estão em Azovstal, cercada há várias semanas pelas tropas de Putin.

A+ / A-

A Rússia anuncia um cessar-fogo em Azovstal para permitir a continuação da retirada de civis do complexo industrial situado na cidade de Mariupol, avança a agência France Press.

Vão ser criados corredores humanitários a partir de amanhã, quinta-feira, durante três dias, entre as 8h00 e as 18h00.

Durante este período, o Exército russo garante que vai cessar toda a atividade militar e retirar os seus soldados para uma distância segura.

Entretanto, o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, apela à intervenção do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, para tentar salvar os feridos que estão em Azovstal, cercada há várias semanas.

Civis retirados de Mariupol. "Tínhamos uma casa de dois andares. Já não está lá"
Civis retirados de Mariupol. "Tínhamos uma casa de dois andares. Já não está lá"

A notícia é conhecida no dia em que as forças russas tentaram forçar a entrada na fábrica, onde estão cercadas centenas de civis e soldados ucranianos.

"O prefeito de Mariupol relatou fortes combates dentro da fábrica de Azovstal", revelou o jornalista ucraniano Andriy Tsapliyenko, citado pela Sky News.

" Os ocupantes estão a tentar suprimir a resistência feroz dos defensores de Mariupol. O exército de Putin está a usar todas as armas disponíveis. Os civis continuam sob bombardeamento na fábrica", relatou o jornalista.

Depois de horas em que não foi possível comunicar com as forças ucranianas na metalúrgica e de notícias de que forças russas lançaram uma ofensiva no complexo, um oficial de Kiev refere que o contacto já foi restabelecido, avança a Sky News.

Tanto civis como militares do batalhão Azov continuam dentro da fábrica, com o autarca de Mariupol a ter avançado durante o dia que a população retida conta com mais de 30 crianças.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+