Tempo
|
A+ / A-

Ucrânia acusa Rússia de roubo de cereais

30 abr, 2022 - 17:28 • Reuters

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia acusou a Rússia nesta quinta-feira de roubar cereais nos territórios que ocupou, um ato que disse aumentar a ameaça à segurança alimentar global.

A+ / A-

As forças russas roubaram "várias centenas de milhares de toneladas" de cereais nas áreas da Ucrânia que ocupam, disse o vice-ministro da Agricultura da Ucrânia neste sábado.

Em declarações à televisão nacional ucraniana, Taras Vysotskiy expressou preocupação de que a maior parte dos 1,5 milhões de toneladas de cereais armazenados em território ocupado também possa ser roubada pelas forças russas.

O ministro da Agricultura, Mykola Solskyi, disse que o roubo de cereais aumentou nas últimas duas semanas.

"Pessoalmente, ouço isso de muitos proprietários de locais situados no território ocupado. Isso é um roubo total. E está a acontecer em todos os lugares do território ocupado", disse Solskyi, citando o ministério.

"Em breve haverá uma colheita de trigo no sul. Mas os agricultores nesta situação podem muito bem dizer: 'Aqui estão as chaves do trator - vá buscá-lo você mesmo, se quiser'", disse Solskyi.

O Kremlin negou as alegações da Ucrânia, dizendo que não sabia de onde vinham as informações.

O Ministério da Agricultura disse na sexta-feira que seis regiões da Ucrânia completaram as plantações de cereais no início da primavera, apesar da invasão russa.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+