Tempo
|
A+ / A-

Rússia avisa que entrega de armas a Kiev ameaça a segurança na Europa

28 abr, 2022 - 15:23 • Lusa

É a resposta de Moscovo ao anúncio feito pelo Reino Unido de que vai redobrar o apoio à Ucrânia.

A+ / A-

A Rússia avisou esta quinta-feira que o fornecimento de armamento à Ucrânia ameaça a segurança na Europa, depois de o Governo britânico ter apelado para a entrega de mais armas pesadas e aviões a Kiev.

"Esta tendência para inundar a Ucrânia com armas, especialmente armas pesadas, é um ato que ameaça a segurança do continente e causa instabilidade", disse o porta-voz do Kremlin (Presidência russa), Dmitri Peskov, citado pela agência francesa AFP.

A chefe da diplomacia britânica, Liz Truss, afirmou, na quarta-feira, que o Reino Unido redobrou o apoio à Ucrânia e apelou aos países ocidentais para aumentarem a produção militar, nomeadamente de tanques e aviões, para ajudar Kiev.

Também a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova, acusou esta quinta-feira os países da União Europeia (UE) de violarem as suas obrigações ao aumentarem o fornecimento de armas à Ucrânia.

Zakharova referiu a posição comum da UE, que "proíbe a exportação de armas, se tal criar riscos óbvios da sua utilização para a repressão interna no país beneficiário ou conduzir a uma violação dos direitos humanitários internacionais, contribuir para a emergência ou agravamento de conflitos armados".

"Estas não são obrigações que os países da UE tenham dado a alguém, esta é a sua própria posição", disse.

Zakharova argumentou também que o Tratado Internacional sobre o Comércio de Armas proíbe a "transferência de armas convencionais se se souber com certeza que serão utilizadas para cometer atos de genocídio, crimes contra a humanidade ou violações graves das Convenções de Genebra".

"Este é todo o conjunto de crimes que os neonazis ucranianos e as unidades das Forças Armadas da Ucrânia lideradas por eles cometem todos os dias ", acusou a porta-voz da diplomacia russa, citada pela agência oficial TASS.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    28 abr, 2022 Lisboa 17:17
    Quem ameaça a segurança da Europa, é a Rússia. De resto, só podemos é rir quando se ouve a Rússia a invocar a Lei, logo a Rússia. E para estarem tão ameaçadores é sinal que o exército Ucraniano está a fazer bom uso do material que lhe deram. Por isso, enviem todo o material que os Ucranianos pedirem: eles estão a lutar, para que nós não tenhamos de o fazer.

Destaques V+