Tempo
|
A+ / A-

Exército ucraniano avança em Kiev e Gostomel com retirada de forças russas

02 abr, 2022 - 13:17 • Lusa

Informações são dadas no último relatório dos serviços secretos do Ministério da Defesa do Reino Unido.

A+ / A-

Veja também:


O exercito ucraniano continua a avançar nas proximidades de Kiev e do aeroporto de Gostomel com a retirada das forças russas, segundo o último relatório dos serviços secretos do Ministério da Defesa do Reino Unido, anuncia hoje a Efe.

Segundo aquela agência de notícias espanhola, os serviços secretos britânicos apontam que as tentativas do exército ucraniano de avançar de Irpin para Busha e Gostomel continuam e confirmam que as forças russas estão a retirar-se do aeroporto de Gostomel (aeroporto militar estratégico às portas da capital), que tem estado sob fogo desde o primeiro dia do conflito.

A Ucrânia, explica o relatório, retomou várias aldeias ao longo do eixo oriental e assegurou uma rota fundamental a leste de Kharkiv, após fortes combates.

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que matou pelo menos 1.276 civis, incluindo 115 crianças, e feriu 1.981, entre os quais 160 crianças, segundo os mais recentes dados da ONU, que alerta para a probabilidade de o número real de vítimas civis ser muito maior.

A guerra provocou a fuga de mais de 10 milhões de pessoas, incluindo mais de 4,1 milhões de refugiados em países vizinhos e cerca de 6,5 milhões de deslocados internos.

A ONU estima que cerca de 13 milhões de pessoas necessitam de assistência humanitária na Ucrânia.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+