Tempo
|
A+ / A-

Ucrânia

Situação humanitária em algumas cidades é "catastrófica", diz Moscovo

12 mar, 2022 - 20:58 • Lusa

O general acusou os “nacionalistas” ucranianos de minarem zonas residenciais e de destruírem infraestruturas essenciais como estradas e pontes, privando os civis de vias para fugirem e deixando-os sem eletricidade, sem água, comida e medicamentos.

A+ / A-

O Ministério da Defesa russo considerou hoje que a situação humanitária na Ucrânia, invadida pela Rússia, está a degradar-se e que é "catastrófica" em algumas cidades.

“A situação na Ucrânia, infelizmente, continua a degradar-se rapidamente e, em algumas cidades, atingiu proporções catastróficas”, declarou o general Mikhaïl Mizintsev, citado pelas agências noticiosas russas.

O general acusou os “nacionalistas” ucranianos de minarem zonas residenciais e de destruírem infraestruturas essenciais como estradas e pontes, privando os civis de vias para fugirem e deixando-os sem eletricidade, sem água, comida e medicamentos.

A situação é particularmente grave em Mariupol, um porto importante no sul da Ucrânia, onde “centenas de milhares de pessoas, incluindo estrangeiros” ficaram presos, adiantou Mizintsev, acusando os “nacionalistas” ucranianos de serem os responsáveis.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+