Tempo
|
A+ / A-

Guerra na Ucrânia

Central nuclear de Zaporíjia atacada. Incêndio não terá atingido os reatores

04 mar, 2022 - 00:30 • Joana Gonçalves

Fogo deflagrou num edifício administrativo, após um ataque das forças russas. Autarca de Energodar, cidade vizinha de Zaporíjia, diz que em causa está uma ameaça de segurança à escala global. Ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano chegou a alertar que, em caso de explosão, as consequências poderiam ser 10 vezes piores do que Chernobyl. Mas, aparentemente, a situação está controlada.

A+ / A-
"Se explodir será 10 vezes maior do que Chernobyl". Maior central nuclear da Europa sob ataque
"Se explodir será 10 vezes maior do que Chernobyl". Maior central nuclear da Europa sob ataque

Um incêndio deflagrou, esta quinta-feira, na maior central nuclear da Europa, localizada em Zaporíjia. A informação foi confirmada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia.

"O exército russo está a disparar de todos os lados contra a central nuclear de Zaporíjia, a maior central nuclear da Europa. O fogo já começou. Se explodir, será 10 vezes maior do que Chernobyl! Os russos devem cessar imediatamente o fogo, permitir a entrada dos bombeiros e estabelecer uma zona de segurança!", lê-se na mensagem partilhada por Dmytro Kuleba, na rede social Twitter.

Também o autarca da cidade vizinha, Energodar, confirma o ataque e pede cessar-fogo imediato.

“Como resultado do contínuo bombardeamento inimigo de prédios e unidades da maior central nuclear da Europa, a central nuclear de Zaporíjia está em chamas”, disse autarca de Energodar, Dmytro Orlov, num canal de Telegram, citando o que diz ser uma ameaça de segurança à escala global.

Num vídeo, partilhado em vários meios de comunicação ucranianos, Orlov apela às tropas russas que parem imediatamente de bombardear a central. O presidente da câmara de Energodar tinha já confirmado que as forças de seugrança ucranianas estavam a combater tropas russas nos arredores da cidade e que uma coluna militar russa estaria a caminho da central nuclear.

Imagens em direto do local, transmitidas no canal oficial de YouTube da central nuclear de Zaporíjia, mostram o que parecem ser disparos de mísseis e tiros, na noite de quinta-feira.

A Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) disse, também, ter recebido um comunicado das autoridade ucranianas que dá conta de que um grande número de tanques e infantaria russos “invadiu o posto de bloqueio” para a cidade de Enerhodar, a poucos quilômetros da Central Nuclear de Zaporíjia.

[notícia atualizada às 02h34]

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+