Tempo
|
A+ / A-

Ucrânia

Zelensky quer falar com Putin e alerta que países Bálticos são os próximos na mira da Rússia

03 mar, 2022 - 16:47 • João Malheiro

O presidente ucraniano quer falar diretamente com Vladimir Putin e defende que este diálogo "é a única forma de parar a guerra".

A+ / A-

Veja também:


O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, acredita que os países Bálticos são os próximos a ficar na mira da Rússia, se a invasão à Ucrânia for bem sucedida.

E diz mesmo que Putin não vai parar até chegar a Berlim.

O chefe de Estado ucraniano quer falar diretamente com Vladimir Putin e defende que este diálogo "é a única forma de parar a guerra".

Numa conferência de imprensa com jornalistas internacionais, Zelensky deu conta que médicos ucranianos no terreno "estão a socorrer os prisioneiros russos".

"O Exército russo é mais de cinco vezes maior do que o ucraniano. Nós estamos a defender a nossa esperança. Não queremos morrer, nem queremos matar", disse.

Zelensky também voltou a garantir que não vai abandonar a cidade de Kiev, local que as tropas russas estão há dias a tentar ocupar.

"Se não fosse presidente, talvez estivesse no campo de batalha, a disparar armas", referiu.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+