Tempo
|
A+ / A-

Crianças russas “detidas” por distribuir flores contra a invasão da Ucrânia

02 mar, 2022 - 17:43 • Rosário Silva

Acompanhados dos pais, as crianças, que tinham cartazes com a mensagem "Não à Guerra", estavam a depositar flores na embaixada ucraniana, em Moscovo.

A+ / A-

Veja também:


Várias crianças russas, acompanhadas pelos pais, foram "detidas" e fotografadas num veículo da polícia em Moscovo, na Rússia, depois de se terem manifestado contra a invasão da Ucrânia, depositando flores junto da embaixada ucraniana.

As fotografias foram partilhadas pela oposição ao regime de Putin, quando é público que milhares de pessoas já foram detidas devido a manifestações e protestos contra a guerra.

As imagens mostram as crianças com agentes, atrás de grades metálicas, muito provavelmente num veículo policial e, depois, numa esquadra, onde continuam a segurar flores e cartazes.

Na rede social Twitter, por exemplo, o jornal russo Novaya Gazeta, conhecido pelas criticas e investigação que visam o Governo de Vladimir Putin, pode ler-se: “Ficaram detidos durante a noite, na polícia de Presnenskoye, as crianças e seus pais, que colocaram flores na embaixada ucraniana”.

De resto, as redes sociais estão repletas de notícias sobre o sucedido, com palavras de indignação e repulsa, provenientes de diversas personalidades de diferentes áreas em todo o mundo.

Desde o início da guerra na Ucrânia, há sete dias, já foram detidas centenas de pessoas por se manifestaram contra a invasão militar do país vizinho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+