Tempo
|
A+ / A-

Ucrânia

NATO não eleva níveis de alerta nuclear

01 mar, 2022 - 16:44 • Lusa

A NATO em si não dispõe de armas nucleares, mas três dos seus membros têm este potencial - Estados Unidos, Reino Unido e França.

A+ / A-

O secretário-geral da NATO afirmou esta terça-feira que apesar das ameaças da Rússia, a Aliança não vê necessidade para alterar o seu nível de alerta de armas nucleares.

Jens Stoltenberg falava à agência norte-americana Associated Press a seguir às conversações sobre a segurança europeia com o Presidente polaco, Andrzej Duda, numa base aérea em Lask, no centro da Polónia, onde estão baseados os jatos de combate da Polónia e dos Estados Unidos na NATO F-15 e F-16.

"Faremos sempre o que for preciso para proteger e defender os nossos aliados, mas não pensamos que haja qualquer necessidade agora de alterar os níveis de alerta das forças nucleares da NATO", disse Stoltenberg.

A Rússia lançou o espetro de uma guerra nuclear, anunciando na segunda-feira que as suas forças, em terra, no ar e no mar, estavam em alerta máximo, seguindo uma ordem dada no fim de semana pelo Presidente Vladimir Putin.

A NATO em si não dispõe de armas nucleares, mas três dos seus membros têm este potencial - Estados Unidos, Reino Unido e França.

"Acreditamos firmemente que é imprudente e irresponsável a forma como a Rússia está a falar de armas nucleares", afirmou Stoltenberg, num dos hangares da base, transformado numa sala de conferências, com jatos em volta.

Stoltenberg recordou que a Rússia assinou vários documentos concordando que a guerra nuclear não pode ser ganha e não deve ser travada.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+