Tempo
|
A+ / A-

ONU diz que Coreia do Norte rouba criptomoedas para financiar programa de mísseis

06 fev, 2022 - 19:00 • Redação

O regime de Pyongyang tem patrocinado ataques informáticos que visam continuar a desenvolver armas nucleares.

A+ / A-

A Coreia do Norte está a lançar ataques informáticos norte-coreanos que visam roubar milhões de dólares em criptomoedas para financiar os programas de mísseis do país, diz um relatório da ONU, citado pela BBC.

Entre 2020 e meados de 2021, os ciberataques roubaram mais de 44 milhões de euros em ativos digitais, descobriram os investigadores.

Esses ataques são uma "importante fonte de receita" para o programa nuclear e de mísseis balísticos de Pyongyang, afirma o mesmo relatório.

As descobertas foram entregues ao comité de sanções da ONU na sexta-feira.

O relatório também fez referência a um estudo publicado no mês passado pela empresa de segurança Chainalysis que sugeriu que os ataques cibernéticos norte-coreanos poderiam ter arrecadado até 349 milhões de euros em ativos digitais no ano passado.

A Coreia do Norte foi proibida pelo Conselho de Segurança da ONU de realizar testes nucleares e lançar mísseis balísticos.

No entanto, o relatório da ONU diz que, apesar das sanções, a Coreia do Norte conseguiu continuar a desenvolver a infraestrutura nuclear e de mísseis balísticos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+