Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Coreia do Norte confirma lançamento de seis mísseis este mês

28 jan, 2022 - 04:30 • Lusa

A confirmação é feita pela agência de notícias estatal. O regime de Pyongyang ameaça também retomar os testes nucleares e de mísseis balísticos intercontinentais.

A+ / A-

A Coreia do Norte confirmou que testou dois mísseis táticos terra-terra e dois mísseis cruzeiro na terça-feira, com êxito, num total de seis lançamentos só este mês.

Pyongyang conduziu os lançamentos "para renovar o sistema" no caso dos mísseis cruzeiro e "para testar a potência da ogiva convencional" no caso dos mísseis táticos terra-terra, segundo a agência noticiosa estatal norte-coreana, a KNCA.

Em ambos os testes, os mísseis atingiram um alvo insular no mar do Japão, noticiou a KNCA, que especifica que os dois mísseis cruzeiro percorreram uma distância de 1.800 quilómetros.

De acordo com os chefes do Estado Maior da Coreia do Sul, os lançamentos do dia anterior foram aparentemente dois mísseis balísticos de curto alcance, que percorreram 190 quilómetros com uma altitude máxima de 20 quilómetros, um tipo de teste que viola as resoluções da ONU.

A Coreia do Norte realizou este mês seis testes de vários tipos de mísseis, desde mísseis hipersónicos e balísticos até lançamentos de mísseis cruzeiro, mostrando a determinação do regime em continuar a testar o armamento, num momento de pressão crescente por parte dos Estados Unidos.

Para além desta corrida ao armamento, há uma semana, Pyongyang ameaçou retomar os testes nucleares e de mísseis balísticos intercontinentais, afirmando que está a considerar retomar todas as suas "ações temporariamente suspensas" em matéria de defesa.

O regime norte-coreano contempla um regresso a este tipo de medidas que decidiu suspender unilateralmente no início do diálogo intercoreano, e como resposta às "ações hostis cada vez mais agravadas" dos Estados Unidos, de acordo com uma reunião do mais alto órgão de Governo do país liderado por Kim Jong-un, noticiada pelos meios de comunicação estatais.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+