Tempo
|
A+ / A-

Cientistas transplantam rins de porco para corpo humano com sucesso

20 jan, 2022 - 15:01 • Lusa

O transplante de órgãos suínos em humanos promete aumentar o número de órgãos disponíveis para transplante.

A+ / A-

Dois rins de um porco geneticamente modificado foram transplantados, com sucesso, para o corpo de um humano que estava em morte cerebral, segundo revela um estudo publicado, esta quinta-feira, no American Journal of Transplantation.

O transplante de órgãos suínos em humanos promete aumentar o número de órgãos disponíveis para transplante e evitar milhares de mortes nos EUA todos os anos devido à escassez de órgãos, de acordo com a publicação científica.

"Embora o 'stress' fisiológico no corpo não fosse um ambiente ideal para sustentar a função renal, os rins produziram urina e não foram rejeitados no curto prazo", lê-se no documento.

Os peritos consideram que o estudo fornece "informações importantes" e identifica várias áreas em que são necessárias pesquisas adicionais antes de o xenotransplante poder ser usado para ajudar a resolver a atual escassez de órgãos.

"Este estudo fornece conhecimento que não poderia ser gerado em modelos animais e aproxima-nos de um futuro onde o fornecimento de órgãos atende a tremenda necessidade", defende o autor principal do trabalho, Jayme E. Locke, da Universidade do Alabama, citado em comunicado.

Segundo a publicação, na investigação foi usado um novo modelo humano pré-clínico para responder a várias questões críticas de segurança, por forma a promover este tipo de transplante em humanos vivos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+