Tempo
|
A+ / A-

Cazaquistão. Presidente diz que ordem foi restaurada após operação contra "terroristas"

07 jan, 2022 - 06:50 • Lusa

Protestos nas ruas começaram no início do mês, inicialmente sobre o aumento do preço do gás liquefeito, mas o Governo diz que "estavam a ser orquestrados por um grupo de instigadores".

A+ / A-

O presidente afirmou que a ordem constitucional "foi basicamente restaurada em todas as regiões do país e as autoridades locais têm a situação sob controlo". Kassym-Jomart Tokayev acrescentou que "as ações antiterroristas continuarão até que os militantes terroristas sejam completamente destruídos".

Na última noite, as forças cazaques mataram 26 pessoas na operação "antiterrorista" realizada principalmente na cidade de Almaty para pôr fim aos protestos violentos que abalam o país da Ásia Central.

Segundo o Ministério do Interior, mais de 3.000 "criminosos" foram detidos e 18 pessoas "armadas" foram feridas.

O Presidente cazaque descreveu os manifestantes que têm vindo a tomar as ruas desde o dia 2 do mês passado, inicialmente sobre o aumento do preço do gás liquefeito, como terroristas, e afirmou que os protestos estavam a ser orquestrados por um grupo de instigadores, embora não tenha revelado a sua identidade.

Face à "ameaça terrorista", pediu ajuda à Organização do Tratado de Segurança Colectiva (CSTO), um bloco militar de seis nações no espaço pós-soviético liderado pela Rússia, com o objetivo de "estabilizar a situação".

"Este contingente chegou por um período de tempo limitado para proteger objetivos estratégicos", disse Tokayev hoje numa reunião no quartel-general antiterrorista, sem revelar o número de tropas estrangeiras que irão apoiar a operação do Cazaquistão, embora se estime que haverá mais de 3.000.

De acordo com o portal do Cazaquistão Tengrinews.kz na sua conta Telegrama, foi introduzido um nível "vermelho" de ameaça terrorista em todo o país, o que dá às forças especiais uma ampla margem de manobra nas suas operações e permite-lhes restringir temporariamente a circulação de cidadãos.

De acordo com o Ministério do Interior, foram criados 70 postos de controlo em todo o país.

O Presidente planeia dirigir-se à população num discurso televisivo hoje, o feriado de Natal Ortodoxo.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+