Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Filipinas. Número de mortes provocadas pelo tufão Rai sobe para 375

20 dez, 2021 - 08:51 • Sofia Freitas Moreira com agências

É já considerado um dos tufões mais mortíferos que atingiu o país do sudeste asiático e o mais forte deste ano.

A+ / A-
Filipinas. Número de mortes provocadas pelo tufão Rai sobe para 375
Filipinas. Número de mortes provocadas pelo tufão Rai sobe para 375

O número de mortes causado pelo tufão Rai, nas Filipinas, subiu para 375, esta segunda-feira.

Segundo a agência Reuters, a tempestade causou um rasto de destruição nas províncias do centro e do Sul, no final da semana passada e, de acordo com dados da polícia, 52 pessoas continuam desaparecidas.

É já considerado um dos tufões mais mortíferos que atingiu o país do sudeste asiático e o mais forte deste ano.

Mais de metade das mortes foram registadas na região central de Visayas, que inclui a província de Bohol, lar de alguns dos destinos turísticos mais populosos do país.

No domingo, o governador de Bohol Arthur Yap relatou 74 mortes na sua província, citando relatórios parciais que, segundo ele, tinham sido verificados tanto pelo departamento de saúde como por funcionários do governo local.

As operações de socorro têm vindo a acelerar, mas continuam a ser dificultadas pelos danos causados.

O Papa Francisco já reagiu, expressando a sua solidariedade com o povo filipino. Na rede social Twitter, o Santo Padre deixou uma palavra de aproximação da população local, "atingida por um forte tufão que causou muitas mortes e destruiu tantas casas". "Que o 'Santo Niño' leve consolo e esperança às famílias afetadas", diz Francisco, incentivando a comunidade cristã a rezar junta pelas Filipinas.

[Atualizada às 17h45]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+