Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Ómicron está a aumentar hospitalização de crianças, alerta África do Sul

03 dez, 2021 - 19:56 • Redação

Estudo indica que pode haver um risco maior de reinfeção por Covid-19, devido à nova variante. Vacinas de reforço recomendadas.

A+ / A-

Veja também:


As autoridades de saúde da África do Sul indicam que a variante Ómicron da Covid-19 tem levado a um aumento de hospitalizações de crianças.

Os novos dados foram apresentados numa conferência de imprensa, realizada esta sexta-feira, mas a informação ainda carece de mais investigação.

Segundo os especialistas, crianças abaixo dos cinco anos têm a segunda maior taxa de hospitalização, neste momento, na África do Sul. A faixa etária em primeiro lugar trata-se dos cidadãos com mais de 60 anos.

Um estudo de cientistas da África do Sul estima, ainda, que a variante Ómicron pode ter o dobro da probabilidade de causar reinfeção que as restantes versões da Covid-19.

A África do Sul ultrapassou esta sexta-feira os três milhões de infeções pelo coronavírus, segundo números oficiais do país.

Mais de 16 mil novos casos foram registados nas últimas 24 horas, elevando o número total para 3.004.203, de acordo com o Instituto Nacional para Doenças Transmissíveis sul-africano (NICD, na sigla original).

O número total de mortes é de 89.944, incluindo 25 desde quinta-feira.

Muitos pacientes estão a mostrar sintomas ligeiros até agora, mas os especialistas esperam casos mais graves nas próximas semanas.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Artur Almeida
    08 dez, 2021 Zurique 22:56
    Em relação a essa notícia, com todo o respeito que tenho pela renascença digo que é uma palhaçada, pois se temos que fazer o teste porque será que quase não temos opção de ter que tomar a vacina. A imigrantes um exemplo da Suíça os teste são cerca de 90 fr ou 85 euros dependendo do cambio. E tudo isso é só encher os bolsos a uns e os outros ficam a olhar. Resumindo e como costumo dizer, quando a Coreia andava com as bombas atómicas tudo e todos intervieram e ninguém morreu e tudo parou. Agora digo assim a bomba atómica foi apenas uma distracção para a bomba silenciosa ataca-se pela noite nas casas de inocentes "covid-19",.

Destaques V+