Tempo
|
A+ / A-

Covid-19. Japão cancela suspensão de reservas em voos do estrangeiro

02 dez, 2021 - 04:30 • Lusa

Medida visa permitir o regresso de japoneses a casa.

A+ / A-

O governo japonês anunciou esta quinta-feira ter cancelado o seu pedido às companhias aéreas para suspenderem as novas reservas para o país porque quer assegurar que os seus cidadãos possam regressar.

Tóquio tinha pedido às companhias aéreas na quarta-feira que suspendessem todas as novas reservas no seu território durante um mês devido a preocupações sobre a variante Ómicron, uma decisão que afetava tanto os cidadãos japoneses como os residentes estrangeiros.

Mas a decisão será alterada para permitir que os japoneses regressem a casa, anunciou o Governo japonês.

"Este pedido causou confusão entre os interessados, pelo que o primeiro-ministro pediu ao Ministério dos Transportes que revisse a questão a fim de ter em conta os pedidos dos cidadãos japoneses" que querem regressar ao arquipélago, disse o porta-voz do governo Hirokazu Matsuno.

O Japão anunciou na segunda-feira que iria fechar as suas fronteiras a todos os visitantes estrangeiros, apenas três semanas depois de ter flexibilizado algumas restrições para permitir a entrada de viajantes de negócios, estudantes e estagiários estrangeiros.

Tinha também decidido na terça-feira fechar as suas fronteiras a todos os estrangeiros de 10 países da África Austral, incluindo a África do Sul, onde a variante Ómicron foi identificada pela primeira vez.

O Japão tem sido relativamente pouco afetado pela pandemia, com cerca de 18.350 mortes desde o início de 2020. Evitou também medidas rigorosas de contenção, ao contrário de muitos outros países.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+