Tempo
|
A+ / A-

EUA

Trabalhadores de Hollywood ameaçam com greve por tempo indeterminado

14 out, 2021 - 07:41 • Lusa

Protesto anunciado pode provocar uma paralisação total das produções do setor, que já conta com muitos atrasos, devido à pandemia.

A+ / A-

Os trabalhadores dos estúdios de Hollywood, nos Estados Unidos, poderão avançar na segunda-feira para uma greve por tempo indeterminado, se não virem melhoradas as suas condições laborais, anunciou o sindicato representativo do setor da indústria do entretenimento.

Segundo noticia a agência Efe, a realização desta greve foi aprovada por 98% dos 60.0000 sócios do sindicato IATSE ( Aliança Internacional de Teatro e Funcionários de Palco) e a concretizar-se poderá paralisar por completo a maioria das produções dos Estados Unidos.

"Se não existisse um prazo, poderíamos estar a falar eternamente e os nossos membros merecem ter as suas necessidades atendidas já", justificou, em comunicado, o porta-voz do sindicato, Matthew Loeb.

Se não chegarem a acordo, a greve dos trabalhadores terá início na segunda-feira ao meio-dia (18h00 em Lisboa).

O IATSE representa grande parte dos trabalhadores que desempenham tarefas de bastidores, como técnicos de luz e de som, operadores de câmara, cenógrafos e maquilhadores.

A maioria destes trabalhadores tem contratos de trabalhos temporários com os estúdios, geralmente ligados a um projeto concreto e as condições inscritas no seu contrato são acordadas entre o entre os sindicatos e as empresas de entretenimento.

Os trabalhadores deste setor queixam-se de que trabalham durante turnos muito longos, sem descanso para comer ou dormir.

Nesse sentido, o sindicato reivindica uma melhoria dos salários dos trabalhadores que pertencem à escala salarial mais baixa do setor e que seja melhorada a contribuição das empresas para os seguros de saúde privados e para os planos de reforma.

Esta paralisação, por tempo indeterminado, iria "prejudicar enormemente" os grandes estúdios de Hollywood, que já contam com muitos atrasos, devido à pandemia.

A última greve em Hollywood foi convocada em 2017 pelo sindicato de guionistas e atrasou as rodagens e emissões televisivas durante 100 dias.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+