Tempo
|
A+ / A-

Governo francês exige negociação entre UE e Reino Unido sobre migrações

09 out, 2021 - 20:59 • Lusa

A questão das travessias de migrantes gera atrito entre os dois países, que recentemente assumiu também um lado financeiro.

A+ / A-

O ministro do Interior francês, Gérald Darmanin, exigiu este sábado a negociação de um "tratado sobre as questões migratórias" entre a União Europeia e o Reino Unido, já que esta é uma fonte de tensão frequente entre Londres e Paris.

A exigência foi feita durante uma viagem a Loon-Plage, no Mar do Norte, dedicada ao tema dos migrantes, em que o ministro francês aproveitou para também apelar ao Governo britânico a "manter a sua promessa" de financiamento na luta contra o tráfico de pessoas na costa francesa.

"Precisamos de negociar um tratado, já que o senhor Barnier não o fez quando negociou o Brexit, que nos vincula em questões de migração", defendeu o governante.

Segundo Gérald Darmanin, a França vai levar este projeto a cabo quando ocupar a presidência semestral da União Europeia, a partir de janeiro de 2022.

A questão das travessias de migrantes gera frequentemente atrito entre os dois países, que recentemente assumiu também a questão financeira.

"O Governo do Reino Unido ainda não pagou o que nos prometeu", criticou Darmanin, acrescentando: "Pedimos aos britânicos que mantenham a sua promessa de financiamento, já que mantemos a fronteira para eles".

O Reino Unido comprometeu-se no final de julho a pagar à França 62,7 milhões de euros, em 2021-2022, para financiar o reforço da aplicação da lei francesa na costa.

De acordo com a imprensa britânica, o ministro do Interior britânico, Priti Patel, ameaçou, no entanto, no início de setembro, não pagar esta quantia, face ao recorde de chegadas de migrantes que atravessam ilegalmente o Canal da Mancha.

"Há mais de 20 anos que a França mantém a fronteira para os nossos amigos britânicos", insistiu o ministro francês.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+