Tempo
|
A+ / A-

Covid-19. Espanha com cinco mil casos em três dias

27 set, 2021 - 22:18 • Lusa

O número total de casos registados no país desde o início da pandemia é de 4.951.640 e já morreram 86.298 pessoas com a doença.

A+ / A-

A Espanha registou 5.039 novos casos de infeções de Covid-19 desde sexta-feira, tendo o Ministério da Saúde espanhol também notificado mais 118 mortes atribuídas à doença durante esse período de três dias.

O número de novos casos desceu do fim de semana anterior para este, passando de 5.988 para 5.039, enquanto o número de mortes de 118 para 69.

O número total de casos registados no país desde o início da pandemia é de 4.951.640 e já morreram 86.298 pessoas com a doença.

Por outro lado, a incidência acumulada (contágios) continua a baixar, tendo passado de 69 casos (sexta-feira) para 65 (hoje) diagnosticados nos últimos 14 dias por cada 100.000 habitantes.

Nas últimas 24 horas deram entrada nos hospitais de todo o país 212 pessoas com a doença (267 na sexta-feira), das quais 55 na Andaluzia, 34 na Catalunha e 28 na Comunidade Valenciana.

Desceu para 2.867 o número de hospitalizados com covid-19 (2.951), o que corresponde a 2,4% das camas, dos quais 805 pacientes estão em unidades de cuidados intensivos (837), 8,9% das camas desses serviços.

Os serviços do Ministério da Saúde também informaram hoje que 36,4 milhões de pessoas já estão totalmente vacinadas contra a covid-19 (76,8% da população total), e 37,6 milhões têm pelo menos uma das doses (79,3%), em cerca de 47,3 milhões de habitantes que tem o país.

A Covid-19 provocou pelo menos 4.744.890 mortes em todo o mundo, entre 231,74 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.995 pessoas e foram contabilizados 1.067.175 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+