Tempo
|
A+ / A-

Angola

José Eduardo dos Santos regressa a Luanda após dois anos de ausência

14 set, 2021 - 07:41 • Lusa

O ex-chefe de Estado angolano, que tem residência no bairro Miramar em Luanda, viveu nos últimos dois anos em Barcelona.

A+ / A-

José Eduardo dos Santos, regressa esta terça-feira à tarde a Luanda. É a primeira vez que o ex-presidente de Angola visita o país, desde 2019, altura em que foi viver para Barcelona, Espanha.

Fonte do Executivo confirmou à agência Lusa que, à chegada a Luanda, José Eduardo dos Santos será recebido por oficiais do protocolo de Estado.

O ex-chefe de Estado angolano, que tem residência no bairro Miramar em Luanda, viveu nos últimos dois anos em Barcelona, fazendo apenas deslocações ao Dubai para se encontrar com a filha Isabel dos Santos, que é visada em processos judiciais em vários países, entre os quais Angola e Portugal.

Desde que João Lourenço assumiu o poder, em setembro de 2017, foram alvo na justiça angolana alguns dos mais próximos colaboradores e familiares de José Eduardo dos Santos, incluindo os filhos Isabel dos Santos e José Filomeno dos Santos.

O Dubai, um dos sete Emirados Árabes Unidos, é, desde o verão de 2019, o país onde reside Isabel dos Santos, filha do antigo presidente.

O ex-chefe de Estado juntou-se em dezembro de 2020 à empresária, após a morte do seu marido, Sindika Dokolo.

Sindika Dokolo morreu a 29 de outubro do ano passado, vítima de afogamento quando praticava mergulho, no Dubai.

Os dois são os principais protagonistas do escândalo que ficou conhecido como “Luanda Leaks”, envolvendo o desvio de milhões de dólares do erário público angolano através de uma teia de empresas com ramificações em 40 países.

O ex-presidente angolano deslocou-se a Barcelona, em Espanha, em abril de 2019, para exames médicos de rotina, e nunca mais voltou a Luanda.

Santos é o único antigo Presidente de Angola ainda vivo, tendo sucedido a Agostinho Neto em 1979 (depois de um período de 11 dias em que a governação foi atribuída interinamente a Lúcio Lara) e liderou os destinos do país durante 38 anos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+