Tempo
|
A+ / A-

Comentadora britânica gabou-se de violar restrições e foi deportada da Austrália

19 jul, 2021 - 17:03 • Redação

Katie Hopkins, conhecida por comentários racistas (especialmente contra muçulmanos), gozou com o confinamento no país e disse que receberia estafetas sem máscara.

A+ / A-

A comentadora britânica de extrema-direita Katie Hopkins, que vivia na Austrália, foi deportada pelo Governo do país depois de se ter gabado por não cumprir as regras sanitárias em vigor.

Hopkins enfureceu os australianos e recebeu muitas críticas nas redes sociais, quando na sexta-feira fez piadas sobre colocar pessoas da linha da frente da pandemia em risco, ao tirar férias.

A comentadora, conhecida por tiradas racistas e islamofóbicas, disse que iria encomendar comida e receber o estafeta "nua sem máscara".

Durante o início da pandemia da Covid-19, a Austrália fechou as fronteiras aéreas e conseguiu controlar o avanço da pandemia. Mas, devido à variante Delta e à atrasada vacinação, algumas cidades do país tiveram de impor confinamentos pela primeira vez.

Hopkins considerou que os confinamentos em Melbourne e Sidney eram "a maior farsa da história da Humanidade".

Desde então, a carreira e a vida de Katie Hopkins na Austrália caiu em desgraça, mesmo depois de, no domingo, ter publicado um vídeo a dizer que tudo não passava de uma piada.

Primeiro, o vídeo inicial no Instagram foi apagado (a comentadora já tinha sido banida do Twitter durante um ano por publicar mensagens de ódio). Depois, o programa de televisão para o qual dava comentário despediu-a.

Esta segunda-feira, o Governo australiano anunciou que iria retirar o visto de residência a Hopkins. A polícia australiana multou-a em 1000 dólares australianos (cerca de 621 euros) por não usar máscara e escoltou a comentadora até ao aeroporto, para ser deportada para o Reino Unido.

Da parte do Governo, a ministra do Interior, Karen Andrews, considerou que os comentários de Katie Hopkins eram "chocantes" e "um estalo na cara" dos australianos em confinamento. "Pessoalmente, estou muito feliz por ela ir embora", disse a ministra à televisão ABC.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+