Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Guterres pede "cessar-fogo autêntico" na Etiópia

03 jul, 2021 - 16:54 • Lusa

Segundo dados divulgados na sexta-feira pelas Nações Unidas, cerca de 400 mil pessoas estão em situação de fome na região de Tigray, e outras 1,8 milhões em risco de passarem a estar.

A+ / A-

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, apelou, em Lisboa, a um "cessar-fogo autêntico" na região de Tigray, na Etiópia, e reclamou "acesso humanitário a todo o território".

A ONU denunciou, nos últimos dias, dificuldades em chegar às pessoas que estão a necessitar de assistência em Tigray, apesar de o Governo da Etiópia ter anunciado, na segunda-feira, um cessar-fogo unilateral, que pôs um ponto final na ofensiva militar que durava há oito meses.

Segundo dados divulgados na sexta-feira pelas Nações Unidas, cerca de 400 mil pessoas estão em situação de fome na região de Tigray, e outras 1,8 milhões em risco de passarem a estar.

António Guterres - em Lisboa para participar no lançamento de dois livros, no Palácio das Necessidades - fez uma curta declaração à imprensa, em português e inglês, para se mostrar "profundamente preocupado" com a situação em Tigray.

"É indispensável um cessar-fogo autêntico, que abra caminho para o diálogo que trará uma solução política para a crise", frisou.

"Há que reafirmar o princípio de que o acesso humanitário a todo o território seja garantido sem qualquer obstáculo", realçou ainda.

Tigray é palco de combates desde o início de novembro de 2020, data em que o primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed, enviou o exército para desalojar a TPLF, partido eleito que então governava o estado do Norte da Etiópia, e que há vários meses desafiava a autoridade de Adis Abeba.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+