Tempo
|
A+ / A-

Índia. Primeira vez em 34 dias que o número de óbitos diários é inferior a três mil

01 jun, 2021 - 07:57 • Lusa

A Índia é o segundo país do mundo com mais casos acumulados desde o início da pandemia, depois dos Estados Unidos, e o terceiro em número de óbitos, a seguir aos Estados Unidos e ao Brasil.

A+ / A-

Veja também:


A Índia registou 2.795 mortes devido à Covid-19 e 127.510 casos da doença nas últimas 24 horas. Esta é a primeira vez em 34 dias que o número de óbitos diários é inferior a três mil, enquanto o número de infeções em 24 horas é o mais baixo dos últimos 54 dias, indicaram.

Desde o início da pandemia, o país contabilizou mais de 331 mil mortos e 28,1 milhões de casos da doença, de acordo com os últimos dados publicados pelo Ministério da Saúde indiano.

A Índia é o segundo país do mundo com mais casos acumulados desde o início da pandemia, depois dos Estados Unidos, e o terceiro em número de óbitos, a seguir aos Estados Unidos e ao Brasil.

A vacinação é vista como o melhor recurso contra a pandemia, e a Índia já administrou 213 milhões de doses, um número ainda insuficiente para 1.350 milhões de habitantes.

A devastadora segunda vaga sofrida, especialmente entre abril e maio, agravou os efeitos económicos da pandemia no país.

O Instituto Central de Estatísticas (CSO) indiano avançou, na segunda-feira, que o Produto Interno Bruto (PIB) indiano vai cair 7,3% no ano fiscal 2020-2021, terminado em março, uma descida originada por um confinamento rigoroso.

A pandemia provocou, pelo menos, 3.543.125 mortos no mundo, resultantes de mais de 170,2 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+