Tempo
|
A+ / A-

Exploração espacial

Astronauta italiana será a primeira europeia a comandar a Estação Espacial Internacional

28 mai, 2021 - 19:54 • Lusa

Samantha Cristoforetti, de 44 anos, faz parte do corpo ativo de sete astronautas da ESA e é a única mulher, tendo sido selecionada na campanha de recrutamento de 2008-2009.

A+ / A-

A astronauta italiana Samantha Cristoforetti será em 2022 a primeira mulher europeia a comandar a Estação Espacial Internacional (EEI), anunciou esta sexta-feira a Agência Espacial Europeia (ESA).

Segundo um comunicado da ESA, trata-se da segunda missão da astronauta na EEI ao serviço da ESA e "a sua experiência levará a tornar-se na primeira mulher europeia a comandar a Estação".

A ESA adianta que o papel atribuído a Samantha Cristoforetti - que seguirá para a EEI em 2022 a bordo de uma nave da SpaceX com os astronautas norte-americanos Kjell Lindgren e Bob Hines - resulta de um "acordo de princípio" estabelecido em 19 de maio pelos cinco parceiros da EEI (as agências espaciais europeia, americana, russa, japonesa e canadiana).

A data exata de lançamento da missão ainda está por definir.

Samantha Cristoforetti, de 44 anos, faz parte do corpo ativo de sete astronautas da ESA e é a única mulher, tendo sido selecionada na campanha de recrutamento de 2008-2009.

"Espero usar a minha experiência no espaço e na Terra para liderar uma equipa particularmente brilhante em órbita", afirmou a astronauta italiana, citada pela ESA, num comentário à sua nomeação como comandante da Estação Espacial Internacional em 2022.

Antes de Samantha Cristoforetti, a EEI apenas teve como comandantes quatro astronautas europeus, todos homens. O belga Frank De Winne foi o primeiro, em 2009.

A ESA tem em curso uma nova campanha de recrutamento de astronautas, com a qual pretende aumentar o número de mulheres no espaço e ter um efetivo reforçado para futuras missões à Lua ou mesmo a Marte.

Estão abertas vagas para quatro a seis astronautas permanentes e para 20 astronautas de reserva, incluindo pela primeira vez um astronauta com alguma deficiência física. O processo para a apresentação de candidaturas termina em 18 de junho e os "eleitos" deverão ser conhecidos em outubro do próximo ano.

A Estação Espacial Internacional é um laboratório científico e a "casa" de astronautas na órbita da Terra, de onde está a uma altitude de cerca de 400 quilómetros.

Samantha Cristoforetti foi a primeira pessoa a fazer um café expresso com "vista" para o planeta, na EEI, onde esteve pela primeira vez entre 2014 e 2015 (cerca de seis meses).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    29 mai, 2021 Madeira 13:15
    E bem. O espaço tem que ser como o desporto. Não há nacionalidades e é todos por um e um por todos. É preciso limpar o lixo espacial e isso só é possível com a união de todos os Estados.

Destaques V+