Tempo
|
A+ / A-

Rússia

Navalny chega a colónia penal a leste de Moscovo

28 fev, 2021 - 17:01 • Lusa

Segundo os meios de comunicação social, trata-se de uma colónia do tipo “regime normal” com condições menos severas de detenção e que acomoda cerca de 800 presos.

A+ / A-

O principal opositor do Kremlin, Alexei Navalny, chegou este domingo a uma zona a perto de 200 quilómetros a leste de Moscovo para ser transferido para uma colónia penal onde vai cumprir a sua pena, informou um órgão público.

"Alexeï Navalny chegou a um estabelecimento dos serviços penitenciários russos da região de Vladimir para cumprir sua pena", indicou em comunicado a comissão pública de vigilância de Moscovo (ONK).

O secretário-geral da ONK, Alexeï Melnikov, disse à agência de notícias russa Interfax que Navalny, condenado a dois anos e meio de prisão, seria colocado em quarentena antes de ser transferido para um dos estabelecimentos da região.

Segundo fontes entrevistadas pelas agências TASS e Ria Novosti, o adversário político do regime de Putin será transferido para a colónia penal nº 2, localizada na pequena cidade de Pokrov, na região de Vladimir, na Rússia europeia.

Segundo os meios de comunicação social, trata-se de uma colónia do tipo “regime normal” com condições menos severas de detenção e que acomoda cerca de 800 presos.

Na sexta-feira, o chefe dos serviços prisionais russos, Alexander Kalashnikov, garantiu que Navalny "foi transferido para o local onde deveria estar por decisão judicial" e que o principal adversário do país não está sob "nenhuma ameaça à sua vida ou saúde".

O opositor "cumprirá pena em condições absolutamente normais", disse, garantindo que "se desejar, Navalny participará das atividades de produção".

Legado da antiga União Soviética, a maioria das penas de prisão na Rússia são cumpridas em campos de prisioneiros, às vezes localizados longe de tudo. O trabalho dos reclusos, geralmente em oficinas de costura ou de fabrico de móveis, costuma ser obrigatório.

Na quinta-feira, advogados e familiares de Navalny anunciaram a sua saída do centro de detenção de Moscovo, onde estava preso desde que foi detido.

A justiça russa confirmou na semana passada a condenação do ativista anticorrupção de 44 anos num caso de fraude de 2014 que o próprio, muitas Organizações Não-Governamentais (ONG) e políticos ocidentais denunciam como político.

Navalny foi preso em 17 de janeiro ao voltar da Alemanha, onde passara quase cinco meses a recuperar de um envenenamento. O opositor acusa o Kremlin de o ter envenenado.

Alexei Navalny, que também foi multado por "difamação", aguarda vários processos judiciais, incluindo uma investigação por fraude, punível com dez anos de prisão.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+