Tempo
|
A+ / A-

EUA

Olhos postos em Pence e Harris no debate dos vices

07 out, 2020 - 23:03 • com Reuters

A menos de um mês da eleição presidencial o debate entre os dois candidatos a vice-Presidente dos EUA pode ser crucial para o desfecho das campanhas.

A+ / A-

O vice-Presidente Mike Pence e a candidata a vice-Presidente pelo Partido Democrata, Kamala Harris, confrontam-se esta madrugada, hora portuguesa, num debate que pode ser crucial para determinar o desfecho das eleições presidenciais de 3 de novembro.

O facto de Donald Trump estar a lutar contra a Covid-19 e a idade dele e do seu concorrente Joe Biden, fornecem um pano de fundo peculiar para o debate entre Pence e Harris, uma vez que aumenta a probabilidade de terem de assumir as funções presidenciais, pelo que o seu desempenho durante o debate será escrutinado mais do que seria normal.

O debate entre Pence, de 66 anos e Harris, de 55, terá lugar na Universidade do Utah, em Salt Lake City. Os dois estarão separados por uma barreira de plástico durante o debate de uma hora e meia, numa recordação de como a pandemia está a afetar a campanha eleitoral.

Biden tem agora 77 anos, mas teria 78 quando assumir funções, caso seja eleito, fazendo dele o Presidente mais velho da história dos EUA. Com 74 anos Trump é o mais velho a procurar a reeleição.

Neste momento Biden goza de uma vantagem nas sondagens, até 12 pontos percentuais segundo o mais recente estudo da Reuters/Ipsos, mas as mesmas sondagens mostram que a diferença em alguns estados cruciais está dentro da margem de erro e poderá mudar até ao escrutínio.

Kamala Harris é filha de imigrantes da Jamaica e da Índia. A senadora californiana assume aqui o maior papel da sua carreira política. Pence, que já participou num debate idêntico na eleição de 2016, tem sido um firme aliado de Trump ao longo deste seu mandato de 4 anos.

Ao contrário de Biden e de Trump, Harris e Pence têm fama de serem comunicadores polidos, pelo que é esperado que o debate desta noite seja mais contido no que diz respeito a insultos do que o da semana passada entre os candidatos presidenciais.

Devido às restrições provocadas pela pandemia, os dois candidatos a vice estarão a mais de três metros de distância e separados por uma barreira de acrílico. Mas a decisão não foi pacífica. O acrílico foi pedido por Harris na sequência do surto de Covid-19 na Casa Branca. Pence aproveitou o pedido para lançar uma farpa, com uma porta-voz a insinuar que a candidata queria “colocar uma fortaleza à sua volta”.

Tanto Pence como Harris testaram negativo para coronavírus na terça-feira, mas a questão da pandemia e a forma como tem sido tratada pela administração de Donald Trump serão certamente uma dimensão importante do debate. Biden e Harris têm tentado explorar esse filão durante a sua campanha, apontando repetidamente para as contradições de Trump nas recomendações públicas que tem feito à população.

Mas Pence é precisamente o homem escolhido por Trump para chefiar o “task force” que foi nomeado para lidar com o vírus e por isso deverá defender as políticas da administração. A pandemia matou 210 pessoas nos Estados Unidos e tem fustigado a economia americana.

Já os republicanos devem atacar Harris por ser demasiado liberal, passando a ideia de que Biden aplicará uma agenda radical de esquerda caso seja eleito.

O debate entre os candidatos à vice-presidência começa às 21h locais, 2h de quinta-feira em Lisboa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+