Tempo
|
A+ / A-

EUA

Trump hospitalizado após diagnóstico de Covid-19. "Acho que estou muito bem", diz em vídeo

02 out, 2020 - 22:25 • Redação com reuters

Presidente dos EUA foi transportado para um hospital militar, onde ficará "durante os próximos dias", por precaução e a conselho dos seus médicos, adiantou a Casa Branca.

A+ / A-

Veja também:


O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi transferido para um hospital militar em Maryland esta sexta-feira, horas depois de ter sido diagnosticado com Covid-19.

Trump, de 74 anos, foi levado para o Hospital Militar Walter Reed, em Bethesda, no estado do Maryland, onde ficará internado "durante os próximos dias" por precaução, enquanto a sua administração e equipa de campanha tentam ajustar-se a este extraordinário volteface na reta final de um turbulento primeiro mandato -- e quando falta um mês para as eleições presidenciais de 3 de novembro.

Na sua primeira publicação de Twitter desde que anunciou que está infetado com Covid-19, Trump divulgou um vídeo em que confirmou que ia ser transferido para o hospital, agradecendo o apoio e dizendo "acho que estou muito bem".

Segundo Kayleigh McEnany, assessora da Casa Branca, os médicos do Presidente decidiram que Trump deve estar num hospital para poder receber cuidados imediatos caso venha a necessitar.

"Por extrema precaução, e sob recomendação do seu médico e de outros especialistas, o Presidente irá trabalhar a partir dos escritórios presidenciais do [Hospital Militar] Walter Reed durante os próximos dias", adiantou McEnany em comunicado, horas depois de ter falado aos jornalistas em conferência de imprensa, altura em que apenas disse que Trump manifesta "sintomas ligeiros" da doença.

Uma fonte familiarizada com a situação avançou entretanto à Reuters que Trump está com uma "ligeira febre".

No rescaldo do anúncio da Casa Branca, um dos filhos de Trump aplaudiu o pai no Twitter, apelidando-o de "verdadeiro guerreiro" que vai "lutar contra isto com a mesma força e convicção com que luta pela América todos os dias".

A notícia do seu internamento chega pouco depois de Sean P. Conley, médico da Casa Branca, ter adiantado que o chefe de Estado "continua cansado mas de bom humor" e que será submetido a um tratamento experimental para a Covid-19 que tem por base anticorpos sintéticos.

A par desse tratamento, indicou Conley, Trump está também a tomar zinco, vitamina D, famotidina, melatonina e uma aspirina por dia.

Trump, que durante meses minimizou a ameaça do novo coronavírus, anunciou este sexta-feira de manhã no Twitter que tanto ele como a primeira-dama, Melania Trump, testaram positivo à Covid-19 após um comício de campanha em Minneapolis, no Minnesota.

O resultado chegou três dias depois do primeiro de três debates entre o atual Presidente republicano e o democrata Joe Biden, ex-vice-presidente dos EUA. A meio da tarde, a campanha de Biden anunciou que tanto ele como a mulher não estão infetados.

Aos 74 anos, Trump integra-se nos grupos de elevado risco nesta pandemia. Ao longo do seu mandato presidencial, aparentou sempre ter boa saúde, mas é sabido que não segue uma dieta saudável e que não pratica desporto nem exercício físico regularmente, aparte os jogos de golfe todas as semanas.

Para além desses fatores de risco, Trump sofre de um problema cardíaco moderado e toma medicamentos para manter os níveis de colesterol sob controlo.

Homens de mais idade enfrentam o dobro do risco de morte por Covid-19 do que mulheres da mesma faixa etária. No caso de Trump há ainda risco extra associado ao seu excesso de peso. De acordo com investigações recentes, o sistema imunitário de pessoas com peso a mais torna mais difícil uma resposta robusta ao coronavírus, gerando casos mais graves da infeção.

A Casa Branca diz que o Presidente vai continuar a cumprir as suas funções a partir do hospital e que não haverá transferência de poder.

A campanha republicana já informou que, ao contrário do vice-presidente Mike Pence, que testou negativo à Covid-19 e que continuará em digressão para as presidenciais, todos os comícios de Trump foram cancelados.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 03 out, 2020 11:42
    Mas afinal os alunos" que tem professores progressistas sao obrigados a ser progressistas?
  • 03 out, 2020 10:57
    Nao vi portas nenhumas abertas" que eu saiba pela porta da varanda so entra os bombeiros!
  • 03 out, 2020 10:13
    A casa tem uma vista muito bonita" entao e porque razao nao foi na casa dele?

Destaques V+