Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Covid-19. Ministro da Saúde do Brasil diz que escolheu sair e deixa plano pronto

15 mai, 2020 - 21:56 • Lusa

Nelson Teich demitiu-se esta sexta-feira de manhã, menos de um mês depois de assumir o cargo de Ministro da Saúde, em plena pandemia da Covid-19.

A+ / A-

Veja também:


O ministro da Saúde brasileiro, Nelson Teich, que está demissionário, diz que escolheu sair do Governo, mas que deixa pronto um plano para ajudar estados e municípios a lidar com a pandemia de covid-19.

"A vida é feita de escolhas, e eu hoje escolhi sair. Dei o melhor de mim neste período. Não é algo simples, estar neste Ministério num período tão difícil. Este é um trabalho de uma grande equipa, que sempre estiveram do meu lado e trabalharam intensamente por este país", afirmou em conferência de imprensa Teich, que pediu demissão pouco antes de completar um mês à frente da pasta da Saúde.

Nelson Teich garantiu ainda que deixou pronto um plano de trabalho, para auxiliar governadores e prefeitos (autarcas) a enfrentar a pandemia, de forma a que possam entender melhor "o que está a acontecer e os próximos passos" a adotar.

Teich, oncologista de formação, agradeceu ainda ao Presidente, Jair Bolsonaro, pela oportunidade de ter comandado o Ministério e elogiou a dedicação da equipa que trabalhou consigo.

"Eu aceitei [o cargo] porque achava que poderia ajudar o Brasil e ajudar as pessoas", concluiu o ministro demissionário, em conferência de imprensa.

Nelson Teich pediu a demissão esta sexta-feira de manhã, disse à Lusa a assessoria de comunicação do ministério.

O oncologista havia assumido o cargo a 17 de abril, após a demissão do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, que discordava do Presidente do país, Jair Bolsonaro, na condução das medidas de combate ao novo coronavírus.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+