Tempo
|
A+ / A-

Marcha pela vida junta milhares de pessoas em Paris

20 jan, 2019 - 19:01

Em França são realizados, anualmente, cerca de 200 mil abortos.

A+ / A-

Milhares de pessoas manifestaram-se hoje, em Paris, contra o aborto, apelando a que os médicos aleguem "objeção de consciência e deixem de efetuar o procedimento", mostrando-se ainda contra a procriação medicamente assistida e a eutanásia.

De acordo com a agência AP, o grupo de manifestantes apelou a que os médicos deixem de realizar abortos, alegando para isso "objeção de consciência".

Em França são realizados, anualmente, cerca de 200 mil abortos.

Na base do protesto está ainda a defesa do fim da procriação medicamente assistida, depois de uma recomendação do mais alto órgão de bioética do país, que defendeu que mulheres solteiras e casais de lésbicas deveriam ter acesso à reprodução medicamente assistida, um procedimento que, atualmente, é restrito a casais heterossexuais.

Adicionalmente, o grupo defendeu que a eutanásia deve continuar a ser proibida em França.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+