Tempo
|
A+ / A-

Gana

Assassinado jornalista que denunciou escândalo de corrupção no futebol

17 jan, 2019 - 18:43 • Ricardo Vieira

Ahmed Hussein-Suale foi abatido a tiro na cidade de Acra.

A+ / A-

O jornalista de investigação Ahmed Hussein-Suale, que ajudou a descobrir um escândalo de corrupção no futebol, foi assassinado na capital do Gana.

Hussein-Suale ia no seu carro, na cidade de Acra, quando foi atingido com três tiros por um homem que seguia numa motorizada.

O assassinato aconteceu na quarta-feira e foi divulgado hoje pela sua empresa de produção Tiger Eye PI.

Hussein-Suale integrou uma equipa liderada pelo conhecido jornalista de investigação Anas Aremeyaw Anas.

Juntos realizaram um documentário que expôs um escândalo de futebol de grandes dimensões no futebol ganês, em que descobriram que 77 árbitros e o presidente da federação do Gana, Kwesi Nyantakyi, aceitavam subornos.

Em resultado da investigação, a associação de futebol do país foi dissolvida e Kwesi Nyantakyi foi afastado da FIFA.

A morte do jornalista acontece depois de um político ter declarado Hussein-Suale uma pessoa “perigosa” e chegou mesmo a oferecer uma recompensa a quem agredisse o repórter de investigação.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+