Tempo
|
A+ / A-

​Governo apresenta em janeiro plano de contingência para o Brexit

03 jan, 2019 - 13:46 • Cristina Nascimento

Diplomacia portuguesa e Ministério da Administração Interna têm também campanha preparada para explicar aos cidadãos britânicos residentes em Portugal o que têm que fazer para que salvaguardar os seus direitos.

A+ / A-

O Governo português vai revelar durante o mês de janeiro um plano de contingência para o Brexit. O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, explica que aguardam a decisão, seja ela qual for, que venha a ser tomada pelo Parlamento britânico.

Santos Silva adiantou ainda que a diplomacia portuguesa já tem “preparada uma campanha entre o Ministério da Administração Interna e o Ministério dos Negócios Estrangeiros para explicar aos cidadãos britânicos residentes em Portugal o que é que eles têm que fazer para que todos os seus direitos sejam salvaguardados depois do Brexit”.

“Se eles já tiverem a sua situação em Portugal regularizada, isto é, se já tiverem autorizações permanentes de residência, essas não precisam de fazer nada, estão autorizados a residir em Portugal, continuarão. Mas se, por exemplo, estiverem a residir em Portugal mas ainda não se tiverem inscrito, apresentado, comunicado essa residência nas autoridades municipais, devem fazê-lo”, avança.

Uma nova votação sobre o Brexit está marcada para o próximo dia 14, no Parlamento britânico, mas a proposta levada pela primeira-ministra Theresa May parece ter poucas possibilidades de ser aprovada.

No fim de 2018, o presidente da Comissão Europeia garantia que a União Europeia não está a tentar segurar o Reino Unido a qualquer custo.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+