Tempo
|
A+ / A-

​“A guerra está de volta” ao Sudão do Sul

10 jul, 2016 - 16:56

Confrontos dos últimos dias provocaram quase 300 mortos. Centenas de pessoas refugiaram-se em base das Nações Unidas.

A+ / A-

“A guerra está de volta” ao Sudão do Sul, afirmou este domingo o porta-voz militar do vice-presidente Riek Machar em declarações à BBC.

William Gatjiath falava depois de um ataque contra a residência oficial do vice-presidente, na capital Juba, que está a ser atribuído a tropas leais ao Presidente, Salva Kiir.

O mesmo responsável considera que o Presidente não está a levar a sério o acordo de paz assinado em Agosto do ano passado.

Os confrontos dos últimos dias no Sudão do Sul já provocaram pelo menos 272 mortos, disse à agência Reuters fonte do Ministério da Saúde.

Centenas de civis refugiaram-se numa base das Nações Unidas.

Os combates na cidade de Juba opõem as forças leais ao Presidente aos homens do vice-presidente.

O secretário-geral das Nações Unidas pediu este domingo aos líderes do Sudão do Sul que tomem medidas para restabelecer a lei e a ordem na capital.

Ban Ki-moon pede que as forças em conflito cessem os combates e regressem aos quartéis.

“Estou profundamente frustrado com o regresso dos combates, apesar dos compromissos assumidos pelos líderes sudaneses”, disse o secretário-geral das Nações Unidas, em comunicado.

[notícia actualizada às 18h14]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ora aí está!
    11 jul, 2016 dooutrolado 10:19
    Raça maldita, nojenta e estupida. É só guerras e matanças. Que coisa mais revoltante. Só com uma bomba em cima destes que provocam a guerra..
  • 10 jul, 2016 23:04
    Como é possível,um país podre em todos os aspectos e para armas e munições a sempre dinheiro

Destaques V+