A+ / A-

Arábia Saudita

Grua mata mais de 100 pessoas na grande mesquita de Meca

11 set, 2015 - 18:42

Acidente aconteceu pouco antes das orações do final da tarde, numa altura em que estavam muitas pessoas no templo.

A+ / A-
Meca. Queda de grua faz dezenas de mortos
Meca. Queda de grua faz dezenas de mortos

Aumentou para 107 o número de mortos em resultado da queda de uma grua na grande mesquita de Meca, na Arábia Saudita. O balanço do acidente foi actualizado esta sexta-feira à noite pela autoridade de protecção civil saudita.

Pelo menos 238 pessoas ficaram feridas. Muitas foram transportadas para os hospitais em estado grave, indica a mesma fonte.

Fotografias publicadas nas redes sociais mostram várias vítimas no chão e destroços causados pela queda da grua, que destruiu um telhado do templo.

De acordo com uma testemunha citada pela Al Jazeera, a grua, que estava a ser utilizada para obras destinadas a restaurar e ampliar o recinto, caiu pouco antes das orações do final da tarde, numa altura em que estavam muitas pessoas no templo.

O complexo religioso abriga designadamente a Kaaba, uma grande construção em forma de cubo que os peregrinos circundam por sete vezes, e em direção à qual os muçulmanos rezam cinco vezes por dia.

O governador da região de Meca, príncipe Khaled al-Faiçal, ordenou a abertura de um inquérito sobre o incidente, que ocorreu quando a Arábia Saudita se prepara para receber centenas de milhares de peregrinos para o "hajj", um dos cinco pilares do islão e que todo o crente deve pelo menos cumprir uma vez na sua vida.

A estação de televisão Al Arabiya avança que o acidente terá sido causado por uma tempestade.

A grande mesquita de Meca é considerada o local mais sagrado do Islão.

O acidente acontece a poucas semanas da peregrinação anual do Haj, em que muitos milhares de muçulmanos se dirigem a Meca.

[notícia actualizada às 23h57]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+