Tempo
|
A+ / A-

Papa vai a Fátima “confiar as sortes temporais e eternas da humanidade”

10 mai, 2017 - 11:05 • Com Ecclesia

O Papa Francisco pediu aos peregrinos de língua portuguesa que se encontram em Roma que “continuem a sustentar” as suas orações com as deles.

A+ / A-
Papa vai a Fátima “confiar as sortes temporais e eternas da humanidade”
Papa vai a Fátima “confiar as sortes temporais e eternas da humanidade”

O Papa referiu-se esta quarta-feira à visita que vai fazer a Fátima, a 12 e 13 de Maio, no final da audiência-geral desta quarta-feira, na Praça de São Pedro, em Roma.

Na saudação aos peregrinos de língua portuguesa, Francisco lembrou que virá ele próprio como peregrino ao santuário mariano, e pediu que todos o acompanhem com as suas orações.

“Sexta-feira e sábado próximos, se Deus quiser, irei como peregrino a Fátima, para confiar a Nossa Senhora as sortes temporais e eternas da humanidade, e suplicar sobre os seus caminhos as bênçãos do Céu. Peço a todos que me acompanhem, como peregrinos da esperança e da paz.”

Francisco terminou, pedindo orações aos fiéis: “Que as vossas mãos em oração continuem a sustentar as minhas”.

Durante a sua catequese o Papa destacou Maria como "a mãe da esperança" e exemplo de fidelidade para os cristãos.

“Apesar de nem sempre compreender tudo o que estava a acontecer, Maria mostrou ser uma mulher de coragem, que não perdia o alento diante das dificuldades. Uma mulher atenta à Palavra de Deus e que sabe meditar tudo no seu coração”, referiu Francisco.

O Papa argentino lembrou também o impulso que Maria deu à Igreja, no seu início, “acompanhando os discípulos do seu Filho, animando-os como mãe da esperança”.

“Deste modo, ela ensina-nos que nos momentos de dificuldade, quando nada parece ter sentido, é preciso sempre continuar a confiar e a esperar em Deus”, sustentou.

Durante a audiência, Francisco convidou os jovens “a cultivarem a devoção à Mãe de Deus, com a oração do Rosário” e fez votos que todos os doentes e mais carenciados possam “sentir a presença de Maria na hora da cruz”.

Falou também a todos os esposos e noivos, para que rezem a Nossa Senhora, de modo a que “nunca falte em cada casa o amor e o respeito mútuo”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+