Tempo
|
A+ / A-

Europeias 2019

Número de eurodeputadas tem aumentado mas paridade de género ainda está longe

23 mai, 2019 - 14:06 • Vasco Gandra, correspondente em Bruxelas

Dos 751 eurodeputados eleitos na última legislatura, apenas 37% eram mulheres. Desde 1979, só houve duas mulheres a presidir ao Parlamento Europeu contra dez homens.

A+ / A-

O número de mulheres eleitas para o Parlamento Europeu tem vindo a aumentar ao longo dos anos. Contudo, ainda está longe do número necessário para garantir o equilíbrio de género na instituição comunitária: dos 751 eurodeputados eleitos na última legislatura, apenas 37% eram mulheres.

A representação feminina tem subido em todas as eleições europeias, sem exceção, desde o primeiro sufrágio direto para o Parlamento Europeu, em 1979. Nesse ano, apenas 16% de um total de 410 eurodeputados eram mulheres. Quarenta anos depois, esse número pouco mais do que duplicou.

Em simultâneo, a representação feminina nos Parlamentos nacionais dos Estados-membros tem igualmente subido, em parte devido à aplicação de quotas nas listas eleitorais em alguns países. Mas há mais mulheres no Parlamento da UE do que nos Parlamentos nacionais, onde em média há apenas cerca de 28% de deputadas.

Segundo uma nota do Serviço de Estudos do Parlamento Europeu, existem enormes disparidades entre os Estados-membros ao nível da igualdade de género. Assim, a percentagem de mulheres eleitas para o PE variou bastante: no topo da lista estão a Finlândia (76,9%), Irlanda e Croácia (54,5%) e Suécia e Malta (50% cada); no extremo oposto a Bulgária (17,6%), Chipre e Estónia (16,7%).

Nas últimas eleições europeias, em 2014, os portugueses elegeram 13 homens e 8 mulheres, o que se traduziu em 38% de representantes do sexo feminino. Portugal ficou assim ligeiramente acima da média do PE, situada nos 37%.

Por outro lado, também há pouca representação feminina em lugares de topo na organização do Parlamento da União Europeia. Desde 1979, só houve duas mulheres a presidir à instituição contra dez homens. Dos oito grupos políticos que atualmente compõem a câmara, seis eram, até agora, liderados por homens.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+