Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Comerciantes do Porto admitem desligar luzes de Natal às 23h30 em dias úteis

27 set, 2022 - 20:37 • João Malheiro

À Renascença, Joel Azevedo adianta que as recomendações do Governo já estariam a ser equacionadas entre os comerciantes da cidade Invicta e a Câmara Municipal.

A+ / A-

A Associação dos Comerciantes do Porto afirma que já estava a planear ir ao encontro das recomendações do Governo e reduzir o número de horas em que as luzes de Natal estejam ligadas.

Ouvido pela Renascença, o presidente da associação Joel Azevedo admite que no caso dos comerciantes da cidade Invicta, as luzes podem ser desligadas às 23h30, à semana, e à 00h30, ao fim de semana.

As medidas para reduzir os consumos energéticos, em tempo de guerra, escalada da inflação e crise energética pretendidas pelo Governo constam de uma resolução do Conselho de Ministros, publicada esta terça-feira, em Diário da República.

O documento recomenda que, de 6 de dezembro de 2022 a 6 de janeiro de 2023, se possa “ajustar os períodos de utilização da iluminação natalícia para o horário entre as 18h00 e as 24h00”.

À Renascença, o presidente da associação diz que os comerciantes e a Câmara Municipal do Porto "já estavam a tratar de minimizar o horário da iluminação de Natal" e saúda a recomendação do Governo.

O representante aponta também que já estaria a ser equacionado só ligar as luzes de Natal às 18h00, ao contrário do habitual dos anos anteriores, em que se ligavam as luzes às 17h00.

Joel Azevedo acredita mesmo que "será preciso contenção" durante os próximos meses, devido à crise energética e à inflação, mas realça a importância de "manter o simbolismo de esperança" da quadra natalícia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+