Tempo
|
A+ / A-

Ex-adjunto de Siza Vieira contratado pelo Banco de Fomento por ajuste directo

18 ago, 2022 - 09:50 • Redação

Manuel Queiroz Ribeiro, de 31 anos, foi contratado como consultor estratégico e vai receber 150 mil euros por dois anos de trabalho.

A+ / A-

O ex-adjunto de Siza Vieira foi contratado pelo Banco de Fomento, através de ajuste direto, como consultor estratégico.

Manuel Queiroz Ribeiro, de 31 anos, vai receber 150 mil euros por dois anos de trabalho.

Segundo o jornal Público, a contratação do ex-adjunto do ex-ministro da Economia foi feita em maio para prestar “serviços jurídicos, consultoria estratégica e relações institucionais”.

O contrato assinado no porto dá conta que “pelo fornecimento dos serviços objeto do contrato, o BPF obriga-se a pagar o preço constante da proposta adjudicada, no valor global de 150 mil euros, repartido entre 140 mil, a título de preço do fornecimento dos serviços, e dez mil euros a título de despesas de alojamento, alimentação e deslocação, acrescido de IVA à taxa legal em vigor, se este for legalmente devido”.

A publicação explica ainda que foi uma contratação que recorreu ao recurso direto, pois a natureza do serviço não consente “a elaboração de especificações contratuais suficientemente precisas para que sejam qualitativamente definidos atributos das propostas necessários à fixação de um critério de adjudicação”.

A fatura mensal emitida pelo novo consultor estratégico ser emitida com o valor da vigésima quarta parte dos 140 mil euros da componente de prestação de serviços, o que corresponde a 5.833,33 euros, em conjunto com a parte relacionada com despesas de alojamento, alimentação e deslocação, valor que não pode superar os 4.16,66 euros mensais.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • EU
    18 ago, 2022 PORTUGAL 10:48
    Acabei de ler as DESCULPAS do, não ocupador do lugar de aconselhador do ministro das finanças e logo reparei neste, MAIS UM, nomeado vindo do governo anterior, o mesmo de António Costa. Não conheço as Pessoas nomeadas, pessoalmente, mas apenas POLÍTICAMENTE manifesto a minha razão da indignação. Fui Servidor do PAÍS ajudando a que estas Pessoas possam viver em LIBERDADE. A recompensa dos DEMOCRATAS, hoje DONOS do País, foi o ESQUECIMENTO, pois não cheguei à patente de FURRIEL GENERAL. Mas fui TAMBÉM servidor do ESTADO e para isso tive de ser BEM classificado em CONCURSO PÚBLICO. Se ser democrata é COMPREENDER a igualdade de oportunidade e ser defensor da JUSTIÇA, não posso aceitar estes TROCADILHOS de FAVORES, pois não se trata de ENTIDADES ou INSTITUIÇÕES PRIVADAS. Mesmo ESTAS deviam ser PENALIZADAS, pois em certos casos HÁ ABUSOS daquilo que É do TODO e sem control. Assim sendo Senhor ex, não há maldade nas opiniões, como a minha, mas sim há maldade na forma de TRATAMENTO de cada UM de NÓS. Dizem que o SOL quando nasce, nasce para TODOS, mas há quem se proteja com PROTETOR e outros protegem-se com CHAPÉU de PALHA. Então, a sua indignação devia focar-se na LISURA e não no ESCURO das CONTRATAÇÕES, porque elas para além de ABUSIVAS são IMORAIS. Há muito Jovem que quer um emprego ESTÁVEL e são celebrados CONTRATOS a quem tenha o SÍMBOLO com o punho CERRADO. São estas QUESTÕES que o deveriam trazer a TERREIRO. O resto é NADA.
  • Americo
    18 ago, 2022 Leiria 09:19
    Tudo " bom rapazes ". Estamos cansados.........

Destaques V+