Tempo
|
A+ / A-

Trabalhadores da Portway anunciam greve de três dias

10 ago, 2022 - 10:59

Sindicato acusa a empresa de handling de não cumprir o acordo de empresa e de "atacar os direitos dos trabalhadores".

A+ / A-

Os trabalhadores da Portway fazem greve durante três dias, entre 26 e 28 de agosto, nos aeroportos de Lisboa, Porto, Faro e Funchal. O protesto foi convocado pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Aviação Civil (Sintac) que emitiu um pré-aviso de greve.

A estrutura sindical acusa a empresa de handling, detida pela francesa Vinci, de não cumprir o acordo de empresa e de “atacar os direitos dos trabalhadores”.

“Em causa está a política de Recursos Humanos assumida ao longo dos últimos anos pela Portway, empresa detida pelo Grupo VINCI, de confronto e desvalorização dos trabalhadores por via de consecutivos incumprimentos do Acordo de Empresa, confrontação disciplinar, ausência de atualizações salariais, deturpação das avaliações de desempenho que evitam as progressões salariais e má-fé nas negociações”, aponta o comunicado enviado à redação.

Os representantes dos trabalhadores acusam ainda a empresa de viverem num clima de “terror psicológico, onde proliferam ameaças e instauração de processos disciplinares, criando uma instabilidade social sem ímpar na história da empresa”.

O Sintac pede que a Portway cumpra o AE de 2016 e reivindica aumentos salariais "que tenham em conta a inflação galopante e que reponha o poder de compra dos trabalhadores".

Os trabalhadores exigem ainda o pagamento de feriados na totalidade a todos os trabalhadores sejam eles do Acordo de 2016 ou do de 2020.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+