Tempo
|
A+ / A-

Energia

Presidente da ERSE afasta aumentos significativos da eletricidade

06 ago, 2022 - 00:24 • Redação

Em entrevista ao Jornal 2, da RTP, Paulo Verdelho constatou que Portugal está entre os países europeus com preços de energia mais baixos, até do que a própria Espanha.

A+ / A-

O presidente da Entidade Reguladora do Setor Energético afasta a possibilidade do preço da eletricidade poder vir a sofrer um aumento significativo, por via do mecanismo ibérico.

Em entrevista esta sexta-feira à noite no Jornal 2, da RTP, Paulo Verdelho sublinho, aliás, que Portugal está entre os países europeus com preços de energia mais baixos, até do que a própria Espanha.

Paulo Verdelho garante que os custos do aumento da energia "não podem ser refletidos nas faturas dos consumidores”, em particular os 70% que preços fixos contratualizados.

No caso dos 30% que estão no mercado livre, o presidente da ERSE garante que nem esses sofrerão aumentos significativos, por serem os mais beneficiados pelo travão ibérico.

Sobre o despacho polémico do primeiro-ministro, dando ordem de fiscalização às faturas emitidas pela Endesa, o responsável pelo regulador energético limitou-se a responder que se trata de um despacho “que visa verificar as faturas da administração pública”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+