Tempo
|
A+ / A-

Produtores de vinho "à beira da falência" devido à inflação

21 jul, 2022 - 19:10 • Pedro Mesquita com Redação

O presidente da ANCEVE pede "medidas extraordinárias" ao Governo, para lidar com uma situação que é de "emergência", recorrendo, por exemplo, a fundos europeus.

A+ / A-

As exigências da inflação têm levado a que vários produtores de vinho estejam "à beira da falência", alerta o presidente da Associação de Comerciantes e Exportadores de Vinho e Bebidas Espirituosas (ANCEVE), à Renascença.

"São sobretudo pequenos e médios produtores, que vendem principalmente a restaurantes e garrafeiras. Já ficaram sem chão na pandemia e agora vem o aumento exponencial dos custos", explica.

Paulo Amorim diz que a culpa não é apenas da inflação, que se seguiu às quebras da pandemia, é também da alegada "falta de força" e "sem estratégia do Ministério da Agricultura, agravada pelas cativações.

O presidente da ANCEVE pede "medidas extraordinárias" ao Governo, para lidar com uma situação que é de "emergência", recorrendo, por exemplo, a fundos europeus.

O representante do setor sublinha que, de outra forma, inúmeras empresas vão falir.

E admite ter pouca esperança, já que o Ministério da Agricultura "está à deriva".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+