Tempo
|
A+ / A-

"Cryptocrash". Mercado de criptomoedas perde 193 mil milhões de euros num dia

12 mai, 2022 - 21:24 • Redação

Este mercado vale agora apenas um terço do que estava avaliado em novembro do ano passado.

A+ / A-

Viveu-se hoje uma quinta-feira negra no mercado de criptomoedas, com possível efeito de contágio em outros ativos financeiros tradicionais.

Alguns dos ativos digitais mais negociados, como a etherum ou a cardano, acumulam também quedas pronunciadas.

O mercado de criptomoedas perdeu 200.000 milhões de dólares (193.000 milhões de euros) de valor acumulado, durante o dia de hoje.

O valor de mercado combinado de todas as criptomoedas agora é de 1,12 triliões de dóalres, cerca de um terço do valor de novembro, com mais de 35% dessa perda chegando esta semana.

As quedas generalizadas estão a abalar as bases desta indústria recente, que prometeu substituir o dinheiro convencional.

A origem deste fenómeno é o mesmo que está a afetar as bolsas nas últimas semanas: a subida de juros pela Reserva Federal dos EUA para tentar conter a inflação que começa a dar sinais de estar descontrolada.

À medida que o dinheiro fácil e barato se evapora, os investidores estão a vender as posições mais arriscadas de forma ininterrupta.

Embora as criptomoedas estejam a registar perdas nos últimos meses, nas últimas sessões houve várias mudanças qualitativas.

A primeira delas é o contágio às chamadas “moedas estáveis”, criptoativos que teoricamente garantiam a solvência prometendo paridade com o dólar (ou com outras moedas emitidas pelos estados).

A Tether, a mais importante das "moedas estáveis" caiu naquarta-feira para o nível mais baixo desde dezembro de 2020.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+