Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Atenção: o AutoVoucher chega hoje ao fim

30 abr, 2022 - 10:09 • Pedro Mesquita com Lusa

Este sábado é o último dia em que quem ainda não esgotou o benefício poderá abastecer combustível e receber o reembolso previsto no âmbito deste programa.

A+ / A-

Acabam este sábado os reembolsos, pelo Autovoucher, no abastecimento de combustiveis, pelo que quem ainda não esgotou o benefício pode aproveitar até à meia noite.

Depois disso, o melhor mesmo é esperar por segunda-feira: amanhã não é bom dia para atestar o depósito, porque já não existirá Autovoucher e os preços só baixam na segunda-feira, na sequência da descida do IVA dos combustiveis para 13%.

Comparando os descontos que decorrem desta medida com o Autovoucher que agora termina, será que vale a pena? A resposta de Carlos Barbosa - o presidente do Automóvel Clube de Portugal é... "depende".

"O Autovoucher dava por mês 20 euros de desconto. Ou seja, dependia, no fundo, do número de depósitos que se atestava. O desconto da gasolina agora do ISP pode dar mais ou pode dar menos conforme os litros que se abastece. Portanto, cada um terá de fazer as suas contas", explica.

Carlos Barbosa acredita que o "Governo pode ir mais longe" nas medidas referentes aos combustíveis, mas entende que esta é "uma grande repartição do Estado" e que é, por isso, "natural" que "não queira abdicar destas receitas numa altura em que, infelizmente, não estamos no bom caminho na economia".

O Autovoucher foi lançado em novembro, estando previsto que durasse cinco meses, contemplando um reembolso de 10 cêntimos por litro de combustível até ao limite mensal de 50 litros. Para beneficiar da medida, os consumidores tinham apenas de se registar na plataforma IVAucher.

Sem exigir consumos mínimos, o reembolso do Autovoucher era pago a partir do primeiro abastecimento do mês, prevendo-se que o valor não gasto num determinado mês (cinco euros), acumulasse com o(s) do(s) mês(es) seguinte(s).

Perante a escalada do preço dos combustíveis, em especial após a invasão da Ucrânia pela Rússia, o Governo decidiu reforçar em março e abril o apoio por litro de 10 para 40 cêntimos, aumentando o reembolso mensal de cinco para 20 euros. Este reforço impulsionou o número de consumidores aderentes ao Autovoucher, tendo registado mais de 300 mil novas adesões nas duas semanas que se seguiram ao núncio da subida do valor mensal.

De acordo com as regras da medida, o reembolso de uma pessoa que tenha aderido em março, mas apenas tenha usado o benefício em abril, ascende a 40 euros.

Já para os aderentes no decorrer do mês de abril, o benefício total é de 20 euros, sendo hoje o último dia para comprar combustível e ainda ter direito ao apoio, caso este seja o primeiro abastecimento do mês.

Os dados divulgados esta sexta-feira pelo Ministério das Finanças indicam que o valor dos reembolsos aos consumidores através do Autovoucher atingiu já os 124,4 milhões de euros, com a medida registar atualmente 3.114.491 aderentes.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+